“Os porquês da necessidade de uma promessa alternativa para Ateus, Agnósticos e Livres Pensadores”

Por Andrigo Luçardo, Vice-presidente do 329º Grupo Escoteiro Voluntários da Pátria , Pelotas – RS

Hoje convido os estimados leitores a conhecer alguns dos porquês de divergirmos quanto à corrente majoritária que ventila a tese da essencialidade de Deus na promessa escoteira.

Quanto à existência de Deus é fato que a espiritualidade é uma tradição antiga do escotismo, extremamente importante e não deve ser extirpada do movimento, todavia não cremos seja isso essencial. Reparem que a cada lei escoteira é atrelado um ou mais valores, que devem se refletir no agir e no pensar dos escoteiros que prometeram cumprir tais normas. É certo, portanto, que não dá pra ser escoteiro sem necessariamente cumprir as leis, pois em última análise cada vez que cumprimos as leis estamos agindo segundo valores ou axiomas tidos por BP como fundamentais, tanto que insculpidos em leis escoteiras.

Dito isso podemos passar à análise da questão concernente à espiritualidade. Começamos com Descartes, francês fundador da filosofia moderna: “Dubito, ergo cogito, ergo sum” (Eu duvido, logo penso, logo existo), ou seja, questionando o pensamento por hora majoritário, podemos nos indagar se Deus e a espiritualidade (importantes, sem dúvidas) são realmente essenciais haja vista ambos não representam um valor em si e tampouco representam uma forma de agir, mas tão-somente uma forma de pensar, isto é, CRER ou não crer. Noutras palavras trata-se apenas de uma questão de opinião, de foro íntimo, pessoal, alheia à ciência. Ninguém é mais digno por crer em algum Deus ou praticar alguma religião, porém se alguém age no cumprimento da lei escoteira, logo, também no cumprimento dos valores escoteiros, certamente tal pessoa torna-se mais digna a cada vez que age de tal forma. Daí o porquê de podermos inferir, com segurança, que embora Deus e Espiritualidade sejam importantes não são essenciais à promessa escoteira, razão pela qual se faz necessária a criação urgente de uma promessa alternativa sem menção à palavra Deus.

escutismo_84242367654cb655327761

Aliás a espiritualidade não “está contida”, por assim dizer, na ciência, senão vejamos um resumo do método científico:

hipótese + teste = resultado.

Ex 1:

Hipótese: Deus existe (ou algum ser superior, ou força superior, desimporta a nomenclatura)

Teste: Não é possível.

Ex 2:

Hipótese: Minha esposa me ama.

Teste: Não é possível.

Resultado: se a hipótese não puder se se submeter ao teste não há ciência, há ficção científica! Não há realidade sob a ótica da racionalidade (busca da certeza por meio de demonstrações e análises). São meras CRENÇAS, hipóteses, teorias, conjecturas, suposições, “achismos”.

Compreendemos e respeitamos que muitas pessoas queiram crer em algo, mas milhões, como nós, não. CRER somente não nos basta, caríssimos, queremos SABER!

Material_Individual

Avanço.

O fato de alguém acreditar em Deus ou Duvidar de sua existência, não o torna inapto a seguir as 10 leis escoteiras, ao contrário do que muitos creem (mas não sabem).

O fato de a pessoa CRER ou NÃO CRER em Deus não ajuda em nada o mundo. Não muda nada para um escoteiro, nem o desabona. Em contrapartida cumprir ou não cumprir qualquer uma das 10 leis escoteiras sim pode fazer toda a diferença para a sociedade, compreendem?

É exatamente por isso que aventamos que a crença em seres superiores não é essencial, pois, por si, não deixa o mundo melhor ou pior, é indiferente.

Solução: deixar a promessa atual como está e criar uma promessa alternativa àqueles que não se sentem confortáveis com a atual, para que ateus, agnósticos e outras religiões se sintam incluídos. Então teríamos mais de uma promessa oficial? Sim, como a Inglaterra, que já conta com nada menos do que QUATRO promessas alternativas: a tradicional (católica), a hindu, a muçulmana e a humanitária (para os não crentes)

“Não podemos mudar o que disse BP” dizem os contrários à proposta.

A própria promessa atual não é a original haja vista que ela fala em dever com o REI e, por isso, demandou adequação. Se não pudéssemos mudar a promessa original, principal argumento daqueles contrários à promessa alternativa (uma nova que não modifica em nada a atual) chegaríamos à conclusão – lastimável – de que o escotismo só poderia ser aplicado em Monarquias, independentemente do tipo (parlamentar, absoluta, Constitucional Federal ou Constitucional Parlamentar). Isso significa que, hoje, somente 44 países poderiam tolerar escotismo em seus solos, o que, convenhamos, é um absurdo!

SHB - photoshoot 3

Portanto, a promessa alternativa será tão-somente outra adequação com fincas à inclusão de jovens e que em nada vai mudar o escotismo, senão implicar em um crescimento vertiginoso no número de de jovens ávidos por aventuras, desafios e saberes mil, como ocorreu na Inglaterra que teve a maior adesão dos últimos 20 anos ao adotar a promessa alternativa.

Unamo-nos pelas parecenças ao invés de nos apartamos pelas divergências!

Anúncios

4 respostas em ““Os porquês da necessidade de uma promessa alternativa para Ateus, Agnósticos e Livres Pensadores”

  1. Essa questão é muito pertinente, mas eu optaria por uma outra interpretação. Não se mudaria coisa alguma no conteúdo da Promessa Escoteira e sim numa ampliação da interpretação de Deus. Pois a interpretação original e que perdura até hoje é de Deus das religiões abraâmicas ou similar. Podemos argumentar uma espécie de Tese do Budismo visto que o Budismo já se consagrou também como uma religação com as forças de explicação do Mundo Natural. Desta forma, para o ateu há sim um “Deus” (não pessoal) que justifica uma espiritualidade tão digna e legítima quanto às das demais religações teístas já abarcadas pela interpretação escoteira tradicional.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s