Estaria a UEB finalmente aceitando ATEUS?

Por O Escoteiro Ateu

Estaria a União dos Escoteiros do Brasil – UEB finalmente aceitando o ingresso de Ateus, Agnósticos e Humanistas em suas fileiras?

Em uma nota recente sobre uma declaração da IURD a UEB faz duas afirmações que nos chamam a atenção. A primeira é de que o “Escotismo não possui base cristã” e a segunda é de que “encoraja a viver sua opção religiosa de forma plena, independente de qual seja sua crença”. O que nós do escoteiro ateu podemos dizer é que estas afirmações seriam de fato ideais, se não fossem inverídicas.

Sabemos que existe por todo Brasil um proselitismo cristão exacerbado dentro de vários GEs desrespeitando religiões minoritárias com Umbanda, Candomblé, Judaísmo, Budismo, etc,. Sabemos também que o ateísmo e o humanismo são vistos como inapropriados para o escotismo. Como também vemos que muitos GEs fazem vista grossa, pois, mesmo que não concordem com a exclusão de ateus os mesmos não conseguem se declarar apoiadores por medo de represálias.

Quando a UEB declara que o “Escotismo não possui base cristã” afirma declaradamente que pertence a um movimento universalizado e laico o que na prática não se mostra verdadeiro a partir do momento em que excluem ateus, humanistas e livre pensadores.

Quanto à afirmação de que “encoraja a viver sua opção religiosa de forma plena, independente de qual seja sua crença” temos aqui um contrassenso pois o Budismo não se considera uma religião, assim como não se considera uma filosofia “teísta” ou seja não existe um deus no budismo.  Quando afirmam independente de qual seja sua crença acabam incluindo aí os ateus e humanistas pois nós ateus “cremos” que não existem deuses.  Então pergunto, e agora José?

É fato que não existe material que trabalhe satisfatoriamente a espiritualidade no movimento escoteiro brasileiro, aliás, não existe material algum. Sejamos sinceros pois não se trabalha espiritualidade com os jovens, trabalha-se religiosidade o que sabemos ser diferentes um do outro. É possível trabalhar uma espiritualidade universalizada em um movimento que aceita ateus. Sabemos disso pelas várias associações mundo aforam que não “discriminam” ateus e humanistas. Sim meus caros irmãos de lenço, a UEB discrimina ateus e humanistas quando não permite o seu acesso ao escotismo.

Até quando o movimento escoteiro refletirá o descaso e a discriminação que a sociedade brasileira tem com ateus, humanistas e livre pensadores? Queremos um movimento que seja melhor do que a sociedade atual e não apenas um movimento que seja um reflexo dos dogmas, preconceitos e conceitos falidos.  Para quem afirma sempre “incluir” é de fato vergonhoso excluir pessoas que têm muito a adicionar no aspecto positivo do movimento.

O escotismo não precisa e não deve abrir mão da espiritualidade para incluir e aceitar ateus em suas fileiras. O escotismo necessita sim de uma reflexão madura e ponderada.

Sempre Alerta Para Servir o Melhor Possível!!!!

Anúncios

4 respostas em “Estaria a UEB finalmente aceitando ATEUS?

  1. Nosso filho de 7 anos entrou há +- 1 mês no grupo escoteiro e somos os únicos ateus. Na hora da oração ele tampa os ouvidos, mas me preocupa mais o dia do juramento… 😦

    Curtir

  2. Olá…
    Adorei suas ponderações!
    Vc teria mais alguma novidade sobre esse assunto junto à EB??
    Solicitei através do “fale conosco” da nacional, qual era a posição deles em relação ao ateísmo, agnosticismo…
    A resposta foi que o jovem pode ser ateu, pois faz parte do comportamento questionador, já o adulto não, pois “os adultos são facilitadores das experiencias educativas dos jovens, e considerando que se busca o desenvolvimento espiritual desses jovens, não há como ter um adultos que se proclame ateu assumindo essa missão, pois a coerência entre discurso e prática é fator indispensável no processo educativo”…
    Vc saberia me dizer se juridicamente isso é contestável??
    SAPS

    Curtir

  3. É um alívio finalmente ver uma opinião ateísta ponderada, como “espiritualidade e religião são coisas diferentes”. A maioria joga espiritualidade, religião, tudo no balde da “superstição”. Larguei a religião há anos mas mantenho a minha espiritualidade, como uma forma de filosofia pessoal e busca do sucesso. Minha moralidade é minha, não me foi ditada por ninguém, e sim, sou contra que religiões, igrejas, seitas e cultos ditem o comportamento e a moralidade das pessoas, algo que elas deveriam fazer por achar certo e não por uma autoridade dizer que é o certo. Parabéns pela opinião moderada, por ter encontrado um cinza nesse mundo de branco e preto, por entender que o mundo não se divide em total ciência e total superstição.

    Curtido por 1 pessoa

    • Luiz, obrigado por deixar o seu comentário. De fato nós do Projeto Escoteiro Ateu temos sim uma opinião moderada principalmente porque o Escotismo nos ensina a aceitar o diferente. Queremos que se invista em “espiritualidade” e não em “religiosidade” ou em proselitismo religioso dentro do movimento escoteiro. Estamos cansados de opiniões polarizadas quando na verdade e usando as suas palavras o mundo existe muito mais em “tons de cinza” do que em preto e branco e cabe a nós buscarmos este equilíbrio. Percebemos também que o ateísmo no Brasil carece de vertentes moderadas. Muito obrigado por ler o nosso blog. Sempre Alerta Para Servir!!!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s